Dia de esperança e empolgação na aplicação da primeira dose para adolescentes a partir dos 12 anos

Fonte: Prefeitura Municipal de João Pessoa - SMS

Estudante Lorrane Guedes, de 12 anos. Crédito: Dayse Euzébio/PMJP

O primeiro dia de vacinação dos adolescentes a partir dos 12 anos sem comorbidades, realizado nesta quinta-feira (21), em João Pessoa, contou com a adesão ampla do público-alvo. Nos pontos indicados para receber a dose inicial contra a Covid-19, os pais eram os mais empolgados com a imunização dos filhos. Além deste público, também foram imunizadas pessoas com deficiência permanente, além de gestantes e puérperas adolescentes e ainda houve a aplicação da terceira dose para idosos a partir dos 60 anos.

O serviço foi disponibilizado até as 12h desta quinta-feira em 13 ginásios de escolas distribuídas em vários bairros da Capital, além do Centro Cultural Tenente Lucena, em Mangabeira. Os pais atenderam a convocação do município e acompanharam os filhos aos locais de vacinação.

A estudante Lorrane Guedes, de 12 anos, procurou o posto instalado na Escola Dom Helder Câmara, no Valentina, e não escondia a alegria por receber a primeira dose contra a Covid-19. “Eu só não estou mais feliz porque não é dose única”, disse a menina, que confessou que já contraiu a doença e que espera agora estar mais forte para não passar por tudo de novo.

A adolescente Ana Flávia Cavalcante, de 13 anos, também revelou alegria por fazer parte do grupo de vacinados e disse que, agora, vai ficar contando os dias para tomar a segunda dose. “Enquanto isso, vou manter os cuidados, principalmente a máscara”, acrescentou.

Terceira dose – A data desta quinta-feira também foi o encontro de gerações, e misturou a alegria dos adolescentes de 12 anos ao receber a primeira dose com a satisfação de muitos idosos ao receber a terceira dose. Adalberto Leite Pereira, de 73 anos, morador de Mangabeira, foi um dos que procurou o posto para tomar o reforço e demonstrou alegria por fazer parte desse grupo. Ele disse que tomará quantas vacinas mais forem disponibilizadas pelo SUS contra a Covid-19.

“Graças a Deus não senti nenhuma reação nas duas primeiras doses e acredito que não terei nenhuma com esta última”, afirmou. O aposentado José Ozimar da Silva, de 77 anos, morador do Valentina, também demonstrou satisfação por ter direito a terceira dose e disse que é obrigação do cidadão ir aos postos se proteger contra a doença.

Texto: Djane Barros
Edição: Katiana Ramos
Fotografia: Dayse Euzébio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome aqui