Pfizer pode produzir 1 bi de doses de vacina contra convid-19, após testes positivos

Por Catraca Livre

© undefined undefined/iStock Rendering 3d vaccine medicine bottle flu vaccine anti-vaccination and covid-19

A vacina contra o novo coronavírus (covid-19) desenvolvida pela gigante farmacêutica Pfizer e a empresa de biotecnologia BioNTech apresentou resultados positivos nos testes e humanos.

Segundo as empresas, o medicamento apresentou boa resposta ao estimular a produção de anticorpos nos primeiros testes com voluntários humanos realizados nos Estados Unidos.

Os resultados preliminares com a vacina BNT162b1 foram divulgados no site MedRXiv e ainda precisam ser revisados por outros especialistas.

Os testes foram realizados com 45 voluntários adultos saudáveis com idade entre 18 e 55 anos, entre 4 de maio e 19 de junho.

De acordo com a BioNTech, o grupo foi dividido para receber três diferentes doses do medicamento (10, 30 ou 100 microgramas) ou placebo em duas doses, com intervalo de três semanas.

Após 28 dias, os voluntários que receberam duas dosagens da vacina desenvolveram níveis mais altos de anticorpos para covid-19 comparado a pacientes que tiveram contado com a doença e estavam em recuperação.

No entanto, os cientistas ainda não sabem se a quantidade é capaz de gerar imunidade à doença.

A vacina desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech é uma das 17 que estão sendo testadas em humanos na corrida global para encontrar uma imunização contra o novo coronavírus, que já infectou 10,5 milhões de pessoas e matou mais de meio milhão no mundo todo.

Com a conclusão do estudo, as companhias pretendem produzir 100 milhões de doses da vacina até o final deste ano e outras 1,2 bilhão durante 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome aqui